Como nos organizamos?

Como nos organizamos?
Clique aqui para saber

terça-feira, 2 de junho de 2009

SANTOS JUNINOS


SANTO ANTONIO

Festejado em 13 de junho
Nasceu em Lisboa, em agosto de 1195, batizado com o nome Fernando de Bulhões. Aos 15 anos entrou para um convento agostiniano e em 1220 trocou o nome para Antônio, ingressando na Ordem Franciscana. Lecionou teologia em várias universidades européias e morreu em 13 de junho de 1231, a caminho de Pádua, na Itália. Padroeiro dos pobres e considerado o santo casamenteiro, também é invocadopor pessoas que queiram encontrar objetos desaparecidos.



SÃO JOÃO

Festejado em 24 de junho
Filho de Zacarias e Isabel, diz a Bíblia que foi ele quem batizou Jesus Cristo com as águas do rio Jordão. Daí vem o nome Batista, o "batizador". É o mais famoso dos três santos do mês de junho, tanto que as festas juninas também são conhecidas como festas joaninas, em sua homenagem. A história bíblica descreve Isabel, sua mãe, como prima de Maria, a mãe de Jesus. É usualmente representado pela figura de um menino com um cordeiro no colo, já que teria sido ele quem anunciou aos homens a chegada do cordeiro de Deus.
Assim, quando se aproxima o dia do seu aniversário, é logo anunciado com o Acorda Povo - tradicional procissão, com danças e cânticos, às vezes profanos, que conduz a bandeira do santo, ao som de zabumbas e ganzás. Seu início é quase sempre a partir de zero hora e vai até o raiar do dia.



SÃO PEDRO


Festejado em 29 de junho
Nascido com o nome de Simão, foi chamado de Cefas (pedra, em aramaico) por Jesus, em função de sua firme liderança. Daí a origem do nome Pedro. Era pescador, tal como os apóstolos Tiago e João, e foi apresentado a Cristo por seu irmão, o apóstolo André. É considerado o primeiro papa da Igreja Católica, guardião das chaves do céu e responsável pelas chuvas. Foi executado por ordem do imperador Nero, entre os anos 64 e 67 da era cristã



SÃO PAULO

Festejado em 29 de junho
São Paulo está ao lado de São Pedro nesse fim de festa. São Paulo é chamado o Apóstolo dos Gentios. Realmente é admirável sua atividade na propagação da fé. De perseguidor de Jesus Cristo fez-se um Apóstolo da Igreja, um missionário, o modelo dos missionários de todos os tempos. As Epístolas de São Paulo dão-nos uma imagem nítida das suas lutas, dificuldades, provações e tribulações de toda a sorte. Mas em tudo venceu o amor a Jesus, a Jesus crucificado. São Paulo é um gigante no amor ao Salvador. "Jesus é minha vida", confessa ele, e para Jesus não havia trabalho que não fizesse, dificuldade que não vencesse. No fim da vida, pôde, em verdade, dizer: "Combati o bom combate, terminei a carreira e conservei a fé". Para que possamos afirmar a mesma coisa, é preciso que imitemos o grande Apóstolo no imenso amor a Jesus e à Santa Igreja. É preciso que com ele, sacrifiquemos a nossa carne., demos desprezo ao mundo, tenhamos amor aos nossos irmãos, sejamos castos e puros, e da nossa vida façamos um hino de louvor a Deus. Destarte, seremos herdeiros da coroa, que nos dará o justo juiz no dia da recompensa.

http://www.recife.pe.gov.br/especiais/brincantes/3f.html
http://www.profetaol.hpg.ig.com.br/junino_santos.htm
http://www.paginaoriente.com/santosdaigreja/jan/paulo2501.htm








Um comentário: